Ícone do site 90 TI

Avaliação dos fornecedores de construção civil em 5 passos simples

avaliação de fornecedores

Confira algumas dicas para acertar na avaliação dos fornecedores

Fazer a avaliação de fornecedores corretamente é essencial para garantir que um projeto seja entregue no tempo e qualidade técnica esperados. Veja neste conteúdo o que você deve considerar para ter sucesso neste processo.

Os fornecedores são mais importantes do que se pode imaginar, pois compõem uma das pontas cruciais para a execução de uma obra.

Em alguma instância eles fornecem algo essencial, seja consultoria técnica, mão de obra ou materiais.

Logo, temos aqui uma colocação simples, mas fundamental: é preciso contar com parceiros que, além de oferecer serviços/produtos de qualidade, estejam disponíveis a todo momento a fim de suprir quaisquer demandas emergenciais que possam surgir.

Para tal, as expectativas devem estar alinhadas, e um bom relacionamento é indispensável.

Quando não existe essa troca entre o fornecedor e o cliente, o que acontece é o prejuízo nos quesitos de qualidade, custo e entrega, além do possível atraso da obra.

Para que isso não aconteça com você, preparamos 5 dicas simples e objetivas para te ajudar na tarefa de avaliar os seus fornecedores.

Essa avaliação não trata simplesmente de analisar o fornecedor e sim de garantir que aqueles materiais que são essenciais para a obra não sofram qualquer tipo de consistência.

Qual a importância de contar com bons fornecedores?

As etapas de uma obra são muitas, desde o projeto de arquitetura, incluindo projetos complementares, orçamento, planejamento, atividades preliminares e afins. A lista é extensa.

Durante as fases de orçamento e planejamento, os fornecedores devem ser sempre bem considerados. Afinal, é para lá que vai não só parte relevante do investimento, mas também envolve diretamente a progressão técnica da construção (mão de obra ou matéria-prima).

Então, contar com fornecedores de confiança é um dos fatores para ter sucesso no projeto e garantir que ele seja entregue no prazo alinhado com o cliente, o que sabemos ser um grande desafio na construção civil.

No fim, os fornecedores asseguram que o projeto não tenha atrasos relacionados à mão de obra ou matéria-prima.

Como ter uma boa relação com fornecedores?

O grande segredo para que a parceria com os fornecedores seja saudável e produtiva é manter as expectativas alinhadas a todo momento. É uma relação de escopo contratado x escopo entregue.

Sendo assim, algumas ações que potencializam os resultados com fornecedores são:

 

5 passos para fazer a avaliação de fornecedores

Bom, você já sabe que alinhar expectativas e definir KPIs com a finalidade de monitorar o desempenho dos funcionários é essencial durante o projeto, mas e quando falamos de fazer a avaliação de fornecedores de modo prático a fim de saber se eles são as melhores opções?

Para não errar na escolha dos parceiros, existem 5 pilares fundamentais que devem ser considerados. Veja abaixo quais são eles e sua importância:

1 – Qualificação

Para que seu projeto seja executado com qualidade, é necessário optar por fornecedores qualificados. Não dá pra entregar resultados assertivos se os fornecedores não tiverem a capacidade de arcar com seus compromissos.

Para verificar se os fornecedores são qualificados, uma alternativa é a criação de requisitos de qualidade. Neles podem constar os seguintes questionamentos:

2 – Desempenho Operacional

Para avaliar o desempenho operacional, é preciso utilizar indicadores que facilitem a mensuração dos resultados entregues pelos fornecedores. Os principais são:

Vale dizer que os critérios de avaliação devem ser definidos de acordo com o que você espera de cada fornecedor. 

3 – Estabilidade Financeira

Esse item é muito importante na avaliação de fornecedores. Se o fornecedor tem problemas de fluxo de caixa, isso pode resultar em dificuldades para adquirir os materiais, fazer transporte, entregar no prazo e manter a qualidade do produto. 

Uma dica é pesquisar o CNPJ do fornecedor e saber há quanto tempo ele está em atividade, se tem restrições ou processos.

4 – Processos de Gestão

Os processos e as práticas de gestão adotados pelo fornecedor são cruciais para que o relacionamento com a sua empresa seja de longo prazo. 

É importante que seu fornecedor tenha uma gestão eficiente, capaz de fornecer produtos de alto valor dentro do prazo e de acordo com o que foi solicitado pelo cliente.

Nesse caso, um ERP como o 90 Compor garante que você fique ciente sobre informações como estoque, disponibilidade, tempo de espera, finanças e muito mais. Isso traz uma visão mais detalhada para a gestão e garante que erros não ocorram, diminuindo assim as chances de atraso do projeto.

5 – Cotação

Inserir a cotação como um requisito de avaliação de fornecedores é uma maneira de garantir que a sua empresa conseguirá sempre o melhor custo-benefício.  

A compra de qualquer produto deve ser feita por meio de um pedido de compra, conhecido como ordem de compra. O setor de compras tem a responsabilidade de diminuir custos, mas sempre pautado na qualidade dos produtos e serviços.

Bônus: 10 C`s da avaliação de fornecedores

Os 10 C`s da avaliação de fornecedores são critérios que você pode avaliar durante a execução do trabalho contratado. São eles:

 

A avaliação de fornecedores garante o sucesso do seu projeto

O processo de avaliação de fornecedores é anterior à fase de selar um acordo, assinar contratos e afins. E para isso, essa decisão não pode ter qualquer caráter de subjetividade, tem de ser uma escolha objetiva e embasada.

Acredite, errar na escolha de um fornecedor pode custar caro pensando no longo prazo. Inegavelmente, quando um projeto não é executado como deveria, esse erro sempre aparece mais cedo ou mais tarde, e reparações afetam o orçamento e planejamento diretamente.

Portanto, ao escolher as empresas parceiras da obra sempre tenha muita cautela, diferentes opções e faça uma pesquisa aprofundada sobre cada CNPJ. 

Esta é uma etapa delicada, então os 5 pilares mencionados ao longo deste conteúdo sempre devem ser considerados como auxiliares a uma tomada de decisão.

Isso porque contar com parceiros qualificados é pré-requisito básico, bem como ter certeza que o desempenho operacional dos contratados seja condizente com o que é esperado para o projeto.

Além disso, um parceiro com segurança financeira automaticamente protege o seu orçamento e reduz as emergências capitais, o que inclusive reflete em uma gestão eficiente. O custo-benefício também é um fator decisivo para fechar negócio e o preço em hipótese alguma pode estar à frente da qualidade requerida.

Continue acompanhando conteúdos exclusivos sobre construção civil, tecnologia, inteligência de mercado e muito mais aqui no Blog da 90TI.

Sair da versão mobile