execução de obras

Aprenda a gerenciar a execução de obras da melhor maneira

Um gerente de sucesso concentra diversas responsabilidades para a execução de obras. No entanto, podemos dizer que ele só cativa os profissionais quando consegue equilibrar as funções de maneira harmônica.

Afinal de contas, ele deve lidar com diversas questões simultâneas em todas as etapas do projeto. Dessa maneira, é fundamental saber como priorizar, delegar e compreender a fundo todos os aspectos relativos à execução de obras e é exatamente isso que veremos neste post.

Como realizar projetos no prazo, com boa dose de economia e alto valor de mercado para os empreendimentos? Confira no artigo de hoje!

Execução de obras: Contrate mão de obra especializada

Uma das grandes responsabilidades do gerente, e que deve ser avaliada com cuidado para evitar transtornos na obra, é a contratação de serviços, maquinários e profissionais. Inicialmente, isso significa que a observação é uma qualidade que deve ser continuamente trabalhada, visando identificar a mão de obra necessária para todas as etapas da construção. Afinal, não são poucos os serviços específicos necessários para conduzir um projeto, como:

  • Eletricistas;
  • Encanadores;
  • Gesseiros;
  • Montadores;
  • Pedreiros;
  • Pintores;
  • Serralheiros;
  • Técnicos;
  • Vidraceiros.

Entre tantos outros que complementam essa extensa lista de profissionais. Um bom observador consegue apontar as pessoas ideais para a realização de cada um desses serviços. Assim, a execução de obra é mais rápida, otimizada e eficiente e o profissional que consegue delegar isso de maneira qualitativa cria uma equipe valiosa para a condução dos projetos.

Vale apontar, também, que a construção civil é um setor com alta demanda por mão de obra especializada. Até 2020, inclusive, há uma expectativa nacional de que o Brasil tenha o déficit de 13 milhões de profissionais no mercado (estando a construção civil entre os setores impactados).

Montar uma equipe e mantê-la, portanto, é um diferencial capaz de facilitar o gerenciamento e a execução de obras.

Atualização de conhecimentos

Vale lembrar que a constante atualização de conhecimentos é parte determinante para o desenvolvimento de projetos. Por isso, livros, cursos, workshops e palestras são importantes para essa reciclagem, mas ainda mais relevantes para a manutenção do networking. É esse tipo de material que oferece oportunidades para você se relacionar com os melhores profissionais do setor.

Coordene cada profissional individualmente

Como um complemento ao tópico anterior, para gerenciar a execução de obras da melhor maneira é importante que o gerente traduza o planejamento do projeto às suas equipes e que consiga coordená-los individualmente. Isso porque é importante trabalhar com a motivação das pessoas e não somente das equipes.

Um gerente que entende como obter o melhor de cada profissional, tem mais chances de desenvolver uma obra eficiente e imune a atrasos e desperdícios. Do contrário, um gerente incapaz de lidar com os diferentes perfis de profissionais, pode encontrar uma verdadeira torre de babel em seus empreendimentos. Isso se converte em orientações pouco assertivas, em um cronograma indefinido ou pouco respeitado e, até mesmo, em contínuos atrasos no cronograma.

Qualidades que devem fazer parte da rotina do gerente

Existem algumas qualidades que devem fazer parte da rotina do gerente, visando uma execução de obras mais assertiva, como:

  • Capacidade comunicativa para ouvir, orientar e delegar;
  • Motivação para liderar e transmitir isso aos colaboradores individualmente;
  • Espírito de equipe para estar sempre por perto, acompanhando o desenvolvimento dos projetos.

Portanto, tão importante quanto ter a sua equipe sob controle, o bom gerente também consegue aplicar o mesmo conceito em seus profissionais de maneira individualizada, para evitar ao máximo os transtornos que podem ocorrer em qualquer etapa de uma obra.

Escolha materiais e acabamentos

Um bom gerenciamento também é muito próximo da escolha, do fornecimento e da logística que compreende os materiais e acabamentos da obra. Além, é claro, da orientação devida para os profissionais envolvidos, de maneira que todos saibam — e entendam — os cuidados necessários para evitar desperdícios e otimizar o tempo produtivo.

Por ser comum o atraso e a perda de materiais em um canteiro de obras, o acompanhamento de perto e as orientações são determinantes. Assim, em pouco tempo, as equipes assimilam o que é necessário para garantir bons resultados no desenvolvimento do projeto.

Também é importante mencionar que uma logística planejada faz toda a diferença para o gerenciamento e a execução de obras. Ao se adiantar, ter prazos e metas estipulados, os atrasos passam a ser menos recorrentes.

Respeite e cumpra o orçamento

Como vimos no último tópico, a execução de obras depende da aplicação e disciplina de todos os envolvidos. Ao se comunicar e ter um planejamento personalizado, é possível fazer com que as previsões orçamentárias sejam cumpridas. Não apenas isso: o cronograma se torna fácil de acompanhar também.

Por isso, para obter um gerenciamento respeitável em suas obras, o ideal é seguir à risca esse documento tão importante para que os seus empreendimentos não fiquem no prejuízo. Inclusive, volta aqui o que já havíamos comentado a respeito do papel de líder do gerente de obras. Um profissional que sabe como trabalhar com as suas equipes, entende os desafios de cada projeto e antecipa-se aos imprevistos, tem mais possibilidades de respeitar e cumprir o que foi previsto no orçamento.

Aqui, podemos citar a importância do orçamentista no processo. É ele quem fica de olho nos custos e legislação vigente, para gerar um documento econômico e acessível. Tendo em vista um momento em que a construção civil obteve um PIB 6,6% menor, em comparação ao 1º semestre de 2016, faz-se necessário cuidado em elaborar, respeitar e cumprir o orçamento para manter o desenvolvimento sustentável das empresas do setor.

Zele pela execução dos projetos conforme o planejado

Um bom líder sabe motivar e obter o melhor de cada profissional, mas ele sabe também cobrar, orientar e transformar os problemas em soluções. Daí a importância em estar sempre por perto no canteiro de obras.

É essencial conhecer o projeto de ponta a ponta, saber como transmitir as suas ideias para os profissionais e, ainda, as previsões do seu andamento. Com isso, o gerente consegue trabalhar a execução de obras de um jeito preventivo. Ou seja: sempre um passo à frente das situações negativas que podem acontecer em um projeto, como os atrasos ou o estouro no orçamento.

Sem falar no trabalho em conter os desperdícios, que são grandes índices de prejuízos em uma obra. Para se ter uma ideia: a cada 24 toneladas moídas de entulho, uma casa de 52 m² pode ser construída. O reaproveitamento, a armazenagem e o descarte corretos fazem parte de um gerenciamento devidamente planejado e orquestrado pelos gestores.

Isso tudo, somado e absorvido entre as responsabilidades de um gerente, faz com que as obras sejam entregues conforme o planejado. O melhor: com a possibilidade de reduzir mais os custos.

O que achou de nossas dicas para gerenciar a execução de obras da melhor maneira? Curta a nossa página no Facebook para não perder nenhuma de nossas dicas e soluções!

Este post foi escrito por Noventa TI