taxa de permeabilidade

Uma gestão eficiente requer planejamento, organização e recursos que permitam ter controle total da obra executada.

Gostaria de otimizar e facilitar a gestão da sua obra?

Quais são as suas maiores necessidades/dificuldades na gestão da obra?

O NeoCompor90 é o novo software de orçamento de obras da 90t.i que chegou para atender a sua necessidade de uma maneira muito intuitiva.

Teste o nosso software GRATUITAMENTE por 30 dias para realizar uma gestão eficiente das obras da sua empresa!
Obrigado!
Em breve um de nossos consultores entrará em contato com você.
Houve um problema ao enviar suas informações!

Como calcular a taxa de permeabilidade nas obras?

O gerenciamento de uma obra, não começa no canteiro, esperando as suas equipes, mas sim cumprindo todas as etapas anteriores, ainda na fase de projeto, garantindo uma condução harmônica, segura e eficiente de sua produção. Entre elas, devemos destacar a correta determinação da taxa de permeabilidade e outras questões inerentes ao terreno da obra em questão.

O ponto-chave do tema, contudo, reside nas particularidades de cada terreno. Dificilmente, os valores de taxa de permeabilidade aplicados em um projeto serão os mesmos. E apostar em números aleatórios está longe de ser uma decisão lógica ou até mesmo válida.

Por isso, vamos entender, ao longo deste artigo, o que é e como calcular a taxa de permeabilidade nas obras. Acompanhe!

A relevância em analisar o terreno de sua obra

Como foi apontado anteriormente, o terreno onde será construída a obra é único. Ou seja: com características distintas de outros, fazendo com que a sua análise seja imprescindível para conduzir as etapas seguintes do trabalho. Entre os pontos a serem observados, destacamos alguns a seguir, como:

  • questões físicas do espaço;
  • topografia;
  • estudo de acessos;
  • todo o sistema viário que compõe as imediações;
  • o uso do solo;
  • as relações do terreno com o entorno;
  • cheios e vazios.

Além desses, existem outros pontos que serão o tema central de nosso artigo: os Parâmetros de Ocupação do Lote, que são os fornecidos pelos órgãos de cada município e estão associados aos Planos Diretores de cada um deles. A taxa de permeabilidade se inclui entre os elementos desses parâmetros.

O que é a taxa de permeabilidade?

A taxa de permeabilidade é utilizada para identificar, no terreno, o percentual total da área que não poderá ter construções. Ou seja: o terreno que não sofrerá nenhuma interferência de sua equipe para mantê-lo 100% permeável, ou mesmo semipermeável, mas desde que esteja dentro dos limites dos parâmetros estipulados no município em questão.

A importância da taxa de permeabilidade é facilmente explicada: o terreno necessita de uma área para absorver a água da chuva, de maneira que ela flua naturalmente até o lençol freático, metros abaixo do solo.

Em geral, são as áreas verdes e sustentáveis dos empreendimentos. Assim, ocorre uma absorção mais qualitativa da água e o projeto ganha mais apelo estético natural.

Como saber a taxa de permeabilidade do meu município?

Para descobrir a taxa indicada para cada zoneamento é necessário entrar em contato com a prefeitura do seu município para se informar a respeito dos Parâmetros de Ocupação do Lote. Alguns municípios atestam que a taxa de permeabilidade deve ser de 25%, enquanto em outros lugares o mínimo exigido é de 15% de área livre de construções.

Isso significa, por exemplo, que a taxa de permeabilidade de 25% em uma área de 1.000 m² corresponderia a 250 m² livres de construção, sendo esse o total de áreas dedicadas a um projeto verde e que permita a absorção de água naturalmente.

Vale analisar, também, que essa área livre não considera os calçamentos e, tampouco, as áreas de estacionamento — mesmo em áreas gramadas — ou que estejam cobertas por beirais. E outros pontos da construção, como:

  • sacadas — estando em um limite de balanço ou de área;
  • áreas abertas de lazer, mas construídas, como piscinas e quadras;
  • áticos.

Portanto, esses trechos verdes dos empreendimentos não são apenas “maquiagens estéticas”: são cruciais para manterem a ordem dos processos naturais (como a absorção de água) e ainda ajudam a promover mais qualidade de vida nos centros urbanos.

Atenção ao que dizem as leis de zoneamento

O exemplo acima foi amplamente simplificado para esclarecer a taxa de permeabilidade. A verdade é que um valor preciso só será definido a partir da análise das leis de zoneamento do seu município. Cada uma vai contar com particularidades que vão definir a porcentagem mínima para a taxa de permeabilidade do projeto.

Para tanto, o cálculo dessa taxa é feito da seguinte maneira: a área de permeabilidade corresponde à multiplicação da Taxa de Permeabilidade (aqui tida como TP) pelo valor da área do terreno presente na Planta de Parcelamento do Solo aprovada (ou CP). A fórmula ficaria assim, portanto:

Área permeável = TP x área do terreno constante do CP.

Observe também o coeficiente de aproveitamento

Além da área livre, segundo o valor obtido na taxa de permeabilidade, o coeficiente de aproveitamento é um parâmetro importante. Afinal, é por meio dele que se obtém o limite (em m²) que pode ser construído em cada lote — somando as áreas de todos os pavimentos.

Perceba que isso traz uma série de possibilidades para os empreiteiros, pois a taxa de ocupação e o coeficiente de aproveitamento podem ser combinados em diferentes estratégias, como adensar, restringir ou proteger a área verde ao redor, entre outras.

O impacto da taxa de permeabilidade nas construções

A administração de uma empresa de engenharia é pautada pela organização de dados, o acompanhamento da legislação vigente e equipes organizadas e disciplinadas. O amparo de soluções tecnológicas — como um software de gestão — também é determinante nesse processo, permitindo a compilação, o armazenamento e a análise estratégica dos dados.

Isso tudo, dentro da questão da taxa de permeabilidade e os outros Parâmetros de Ocupação do Lote, é crucial. Afinal de contas, são informações que devem estar ao alcance de toda a equipe e prontamente definidas, evitando atrasos nas obras e ainda permitindo que as suas equipes tenham a solução para cada obstáculo já devidamente antecipada.

E, como foi falado amplamente ao longo deste artigo, a taxa de permeabilidade não é apenas um fator importante: é algo obrigatório, sendo que o cálculo e o alinhamento com o que está previsto em lei são essenciais para o pleno desenvolvimento de uma construção.

É por isso que, para você contar com outras informações relevantes para a condução de um projeto seguro, confiável e sólido, nós o convidamos a assinar a nossa newsletter — basta preencher o seu e-mail no campo específico, localizado no campo superior direito da página inicial do nosso blog. Assim, você ficará sempre sabendo, em primeira mão, de todas as nossas dicas e novidades para o setor de construção civil!

Este post foi escrito por Noventa TI