desoneração da folha de pagamento

Dicas simples para melhorar o controle de custos na construção

No papel, tudo pode estar de acordo com o planejado. Mas durante a execução, o planejamento parece uma sugestão ignorada de projeto. Para evitar que esse tipo de situação ocorra em suas obras, é fundamental manter cada etapa sob controle. Isso envolve desde a confecção de um planejamento, que será seguido à risca, até a incessante negociação com fornecedores e a mão de obra para o seu projeto. Detalhes que permitem um eficiente controle de custos, no fim das contas.

Deseja explorar os benefícios de um bom controle de custos? A seguir, veja algumas das dicas mais práticas para aprimorar a saúde financeira de suas obras!

Faça vários orçamentos financeiros e negocie

Ao planejar o orçamento com um fornecedor ou ao adquirir os materiais de construção, não se contente com o primeiro valor. Isso porque, ao reunir mais orçamentos para um mesmo serviço ou produto, você ganha um poder de barganha para definir o melhor preço e com o profissional ou loja que você se sentir mais seguro. Sem falar que ajuda a balizar o quanto o setor de construção civil tem praticado seus preços — uma análise que permite um planejamento eficiente para seus próximos projetos.

Opte por materiais sustentáveis

Materiais sustentáveis têm se mostrado opções de primeira linha, pois são progressivamente resistentes, duráveis e acessíveis economicamente. Sem falar no benefício imediato de colocar a sua construção em um patamar mais sustentável, algo que beneficia a todos os envolvidos. Para isso, aplique boas práticas que envolvem, durante a execução da obra:

  • Redução no consumo de energia;
  • Produtos reutilizáveis;
  • Utilização de materiais reciclados ou oriundos de fontes de energia renováveis.

Isso tudo pode ser feito com o uso de lâmpadas LED, por exemplo, ou com a instalação de painéis solares — item que, além de reduzir significativamente a conta de luz, evita o desperdício de recursos naturais. Outra opção anteriormente mencionada, é o uso de materiais eficientes e com preços vantajosos, como é o caso do bambu, do bloco isopet ou do cimento queimado. Assim, você barateia o orçamento com material de construção, alinha-se às melhores tendências e práticas sustentáveis na construção civil e obtém uma construção mais “verde”, que tem tudo para valorizar o seu negócio.

Escolha bem os profissionais que trabalham com você

Além de ser um setor que cobra caro por profissionais qualificados e especializados, a construção civil também demanda um alto número desses especialistas em sua obra. Acontece que se trata de um investimento que vale a pena em todos os sentidos, quando você dedica um tempo a selecionar as melhores opções para cada tipo de projeto.

Em primeiro lugar, porque a mão de obra qualificada sabe explorar o melhor uso do seu maquinário — que também consome —, bem como do seu material de construção, evitando os temíveis desperdícios, que apenas encarecem e atrasam a obra. A redução de erros, na condução do projeto, também é sentida quando você escolhe bem os profissionais para trabalhar com você. Por isso, antes de economizar em mão de obra, encontre o tipo de especialista que melhor se adapta às necessidades e exigências da sua obra.

Tenha uma boa administração de estoque

Observe atentamente como anda a relação de sua empresa com a administração do estoque de materiais. Isso se deve a um simples fator: um dos maiores problemas na construção civil reside no armazenamento e abrigo incorreto de equipamentos e materiais.

Consequentemente, mais dinheiro deve ser investido para repor os materiais danificados, o que se traduz em um controle de custos menos eficiente e em uma margem de lucro menor, no fim das contas. Ou seja: para obter um melhor controle de custos, trabalhe também a maneira com a qual a sua equipe lida com o material de construção que você tem à disposição para cada obra.

Planeje até as situações incomuns

No início deste artigo, falamos a respeito da importância de se planejar. Isso envolve praticamente tudo: desde o tipo de projeto a ser elaborado, à mão de obra utilizada, materiais de construção a serem adquiridos e inclusive os possíveis imprevistos.

É importante se cercar de cenários prováveis e improváveis e, um a um, encontrar as soluções para deixá-las detalhadas em papel. Assim, diante da concretização de uma ou outra situação prevista, você e a sua equipe saberão como lidar rapidamente com ela.

Negocie com seus fornecedores

Da mesma maneira que o primeiro orçamento não deve ser convincente o suficiente para você, o primeiro contato com seus fornecedores também não deve ser definitivo. O ideal é extrair o melhor cenário possível para a sua empresa, tanto em relação aos valores, quanto em relação a prazos, modelos de pagamento e de entrega. Cada aspecto deve ser equilibrado para que a sua obra não seja penalizada com atrasos e outros percalços que podem atrasar o andamento do projeto ou o seu custo final.

Detalhe os custos unitários ao máximo

Por fim, um excelente controle de custos vem mediante uma análise detalhada de tudo o que você está pagando. Esse aspecto importa e muito, pois é um dos detalhes no orçamento que fazem toda a diferença em sua confecção, já que ele equilibra o controle de custos de maneira que seus projetos sejam assertivos, econômicos e o mais próximos possível do prazo.

Muitas vezes, isso significa saber o quanto você desembolsa pela unidade de cada produto. Para isso, obtenha os valores médios a partir da produtividade, do consumo de insumos e revise-os continuamente, para que você esteja sempre ciente do seu controle de custos.

Além das dicas que trouxemos neste post, queremos também ouvir de você: quais outras técnicas que você e a sua equipe aplicam em seu canteiro de obras para melhorar o controle de custos na construção? Compartilhe com a gente a sua opinião no campo de comentários deste artigo!

Este post foi escrito por Noventa TI