Ícone do site 90 TI

Como utilizar o metaverso na construção civil?

metaverso

O metaverso na construção civil até parece coisa de um futuro distante ou filme de ficção científica, mas não é! Estamos falando do presente e essa já é uma possibilidade para o seu projeto. Saiba como aproveitá-lo!

Autocad, Matlab, Sketchup, Revit Mep, Qibuilder, você certamente utiliza alguns desses softwares em seus trabalhos. A grande semelhança entre todas essas ferramentas é a evolução constante que atravessaram ao longo dos anos, quer uma prova?

No início dos anos 2000, um desenho de projeto 2D conseguia suprir necessidades e orientar bem toda a equipe. Ao longo dos anos, passou a ser tão primário a ponto de cair em desuso.

Hoje, a estruturação de desenhos técnicos é feita tridimensionalmente com a possibilidade de interações. E ainda estamos falando do básico.

Então, por que não entrar dentro desta estrutura? Aliás, não fisicamente, mas ainda assim em seu protótipo. Este é o princípio do metaverso na construção civil.

Continue a leitura deste conteúdo e saiba tudo sobre o tema, do que se trata, sua definição técnica, como aplicá-lo na prática e muito mais! 

 

O que é o metaverso?

O Metaverso nada mais é que um mundo virtual que tenta replicar a realidade usando tecnologias como internet, realidade virtual e realidade aprimorada.

Nesse espaço social virtual, entre muitas outras coisas, é possível criar um avatar , interagir com outros usuários, jogar e comprar bens virtuais.

A ideia é unir o real e o virtual, trazendo novas possibilidades para os usuários interagirem online. Para isso, é preciso usar dispositivos como óculos de realidade virtual, permitindo o acesso ao ambiente.

O objetivo é que o usuário não apenas visualize o conteúdo, como também esteja dentro dele em uma experiência imersiva.

Vale dizer que toda essa ideia e conceito não são exatamente novos, mas ganharam maior relevância em 2021, quando grandes empresas como a Meta (antigo Facebook) passaram a investir e difundir a tecnologia a níveis populares.

 

Como surgiu?

Conforme mencionado acima, o conceito de metaverso não é exatamente novo pensando em um âmbito geral (como tecnologia para obras é diferente), surgiu em 1992 na obra de ficção científica Snow Crash, de Neal Stephenson.

A partir daí, o conceito foi se difundindo e passou a ser aplicado em jogos de computadores, vídeo games, softwares, plataformas, aplicativos, dentre outros.

 

Metaverso na construção civil: como transformar os processos

O metaverso é uma tendência. Fato que não há como negar. Em um mercado tão competitivo quanto o da construção civil, tecnologias que visam a otimização de processos, como um software de gestão de obras tornaram-se essenciais para o desenvolvimento prático do trabalho.

Dito isso, seria questão de tempo para o mesmo acontecer com os recursos que interligam experiências digitais e físicas (de modo simples esse é o princípio do metaverso).

Algumas das opções que já estão sendo usadas por alguns profissionais em seus projetos e contribuem com o desenvolvimento técnico e apresentação do produto final são:

Veja abaixo mais detalhes sobre eles.

Empreendimentos em 3D

Os lançamentos em 3D estão se tornando cada vez mais populares dentro do segmento por meio da apresentação de maquetes arquitetônicas e estruturais aos clientes. 

Este recurso torna a avaliação da estrutura e do empreendimento mais assertiva e facilitada, seja quando falamos de uma análise técnica ou “mais visual” e menos aprofundada por parte dos compradores.

No fim das contas, a construtora ou incorporadora consegue reduzir erros e o tempo de mão de obra e o cliente pode se sentir dentro do empreendimento graças ao metaverso.

Realidade virtual (VR)

O óculos de realidade virtual é uma tendência global. Na construção civil, ele oferece a possibilidade dos clientes fazerem um tour virtual e em 360° pelo empreendimento, ainda que ele não esteja 100% concluído.

Gamificação de visitas

Gamificação é um termo adaptado do inglês – gamification – que define o emprego de técnicas comuns aos games em situações de não jogo.

Ou seja, essa possibilidade do metaverso permite que o cliente “entre” dentro do jogo, visite a construção e até interaja com pessoas, feitas por meio de avatares baseados em personagens reais.

Gêmeos digitais

 O conceito de gêmeos digitais está relacionado às representações de projetos, bem como a realidade virtual. 

Nesse caso, um galpão, casa ou prédio é construído em ambiente digital (pense em um software como o Revit Mep) e é possível fazer a simulação de tempo, condições climáticas e demais detalhes como esses por meio de uma inteligência artificial.

Pensando na parte técnica, é possível fazer cálculos de pressão, disposição de peso, vento e demais interferências naturais.

Benefícios do metaverso na gestão de obras

Certo, você já conferiu algumas das principais aplicações práticas do metaverso em um projeto de construção civil, mas quando falamos dos benefícios dele na gestão e controle de mão de obra, o que esperar?

De modo geral, nenhuma tecnologia irá substituir totalmente os seres humanos. Contudo, ela existe e deve ser usada para potencializar o desempenho de um profissional, independente do mercado em que ele atue.

Aliás, qual grande player hoje (de qualquer nicho) não combina recursos tecnológicos com mão de obra especializada? Todos, sem exceção. E com a construção civil não haveria motivos para ser diferente.

Um dos maiores desafios das construtoras é alinhar expectativas com seus clientes e assegurar que o planejamento aprovado seja protegido e o projeto entregue no prazo combinado.

Então, temos aqui o principal benefício relacionado a isso: com o metaverso e seus recursos as empresas e clientes conseguem manter o alinhamento a qualquer hora e em qualquer lugar, sem que haja a necessidade de reuniões presenciais para debater aspectos técnicos, aprovações, revisões e afins.

Logo, se tudo isso for executado corretamente e a gestão ainda contar com o apoio de um ERP para construção civil para acompanhar os processos da obra, a tendência é que os prazos sejam cumpridos.

No mais, o metaverso na construção civil traz benefícios como:

 

O metaverso na construção civil já faz parte do presente

Apostar em inovação só traz benefícios para o mercado da construção, desde a automação de tarefas, tecnologia bim e, por que não o metaverso?

Combinar os ambientes físico e digital (chamado de experiência phygital) a fim de potencializar os resultados técnicos de um produto ou serviço à medida em que se oferece maior conforto aos clientes é algo revolucionário nos tempos atuais.

Com a construção civil a lógica se estende. O metaverso é sem dúvidas um facilitador e pode ser um diferencial competitivo para qualquer projeto.

Melhore agora a gestão da sua obra por meio da tecnologia! Entre em contato com a 90TI.

 

Sair da versão mobile