Ícone do site 90 TI

Dimensões do BIM: conheça todas as fases e suas vantagens

dimensões do bim

Existem 7 principais dimensões do BIM que refletem diferentes estágios do ciclo de vida de um projeto de construção civil e são essenciais para a qualidade e a segurança de uma edificação.

Além de aprimorar as informações ligadas ao modelo construtivo, as dimensões permitem compartilhar esses dados com os envolvidos na construção, garantindo que os profissionais tenham um entendimento maior sobre a obra.

Cada uma das dimensões do BIM contém vantagens e desafios específicos, além disso, a escolha de quais delas serão implementadas no projeto dependem das necessidades da edificação e da equipe de gestão.

A plataforma BIM e sua usabilidade na construção civil

BIM, sigla para Building Information Modeling, ou Modelagem da Informação da Construção, é uma ferramenta indispensável na construção civil. Afinal, tanto a precisão quanto o acesso a informações completas e atualizadas durante todo o processo construtivo são essenciais no segmento de engenharia.

A usabilidade do BIM é possível – e recomendável – em todas as fases de uma edificação, começando pela etapa de viabilidade do projeto, quando o BIM contribui para um planejamento de obra muito mais preciso, com uma visão do projeto bastante próxima à realidade da edificação.

Mas a tecnologia BIM também pode ser implementada durante a fase de orçamento. Inclusive, calcular os custos de uma obra é algo em que essa ferramenta se destaca, pois permite uma integração aprofundada entre todos os fatores que contribuem para o valor final de um projeto.

Ao longo da execução, o BIM permite que todos os processos saiam conforme o planejado, o projeto possa ser concluído dentro do prazo e a obra cumpra com o orçamento previsto. Com a constante atualização de dados técnicos construtivos, a ferramenta evita ainda que a construção seja interrompida devido a imprevistos.

A usabilidade do BIM não termina com a conclusão da obra, uma vez que com a ferramenta é possível projetar diferentes cenários de como a obra irá se comportar ao longo do tempo, permitindo o planejamento de manutenções para que a construção mantenha sua qualidade com o passar dos anos.

As dimensões do BIM 

As dimensões do BIM compreendem diferentes níveis de informação de um projeto. Embora a dimensão 3D do BIM seja a mais difundida, ela não é a única a fazer parte da ferramenta: além dela, existem pelo menos outras 4.

Apesar das dimensões que vão do 3D ao 7D serem as mais utilizadas, há especialistas que defendem a existência de outras três dimensões do BIM, sendo que a 8D teria relação com a segurança durante o projeto e a execução, a 9D seria associada à construção enxuta e a 10D teria a ver com a industrialização da construção.

BIM 3D

Entre as dimensões do BIM mais conhecidas está a 3D, capaz de viabilizar o modelo virtual de um projeto construtivo, bem como compartilhar as informações referentes à obra com todos os envolvidos na construção.

Além de permitir uma visualização mais detalhada e precisa do projeto e aumentar a colaboração entre as equipes, a dimensão 3D é atualizada em tempo real, o que evita erros, duplicidade de dados e interferências ao longo da obra.

BIM 4D

Na quarta dimensão é adicionado o fator tempo ao planejamento de obra, de modo a criar uma sequência lógica das etapas que devem ser seguidas ao longo da construção, além de estimar os prazos para a conclusão de cada fase.

BIM 5D

A dimensão 5D está relacionada ao orçamento da obra, permitindo inclusive levantar custos para diferentes cenários, aumentando a previsibilidade orçamentária.

BIM 6D

Cada vez mais essencial em um projeto construtivo, a sustentabilidade está inserida no BIM 6D, possibilitando uma análise aprofundada do consumo de energia elétrica e água, além do desempenho acústico, térmico e de luminosidade.

BIM 7D

Na sétima dimensão do BIM, o foco é a gestão e a manutenção da edificação ao longo do seu ciclo de vida, permitindo avaliar componentes, especificações técnicas, garantias, entre outros fatores, com o objetivo de garantir a eficiência, a segurança e o cumprimento dos padrões de qualidade da construção com o passar dos anos.

Além das dimensões do BIM, vale dizer que existem também os modelos BIM. Igualmente conhecidos como Modelos de Informações de Construção, eles apoiam a tomada de decisões em relação a uma edificação.

Principais benefícios do uso da tecnologia BIM

A tecnologia BIM garante uma série de benefícios para as empresas que as incorporam em suas rotinas de trabalho, começando pela maior colaboração entre as equipes envolvidas em um projeto, desde profissionais administrativos e gestores até os colaboradores da linha de frente da obra.

A cooperação entre os envolvidos diminui os retrabalhos e possibilita a criação de times de alto desempenho.

A precisão da tecnologia BIM torna as tomadas de decisão mais assertivas, inclusive aquelas que precisam ser feitas de forma antecipada, durante a fase de projeto, evitando paralisações decorrentes de imprevistos no canteiro de obras.

A exatidão das métricas inseridas na plataforma garantem a entrega de projetos de qualidade dentro do prazo e de acordo com o orçamento previsto.

Na lista abaixo estão outros benefícios que o BIM proporciona:

 Possibilidade de automatizar a análise dos parâmetros de uma obra, facilitando a identificação de falhas ou ajustes necessários

Como o 90 Compor pode te ajudar

A precisão existente no Building Information Modeling e nas dimensões do BIM possibilita o desenvolvimento de projetos cada vez mais eficientes e com a máxima qualidade, principalmente quando essa tecnologia está integrada a um software que contempla outras funcionalidades essenciais para a operação da sua construtora.

Esse é o caso do 90 Compor, um software que auxilia no orçamento, planejamento e controle de atestado de obras e possui integração com o BIM.

Com a ajuda do 90 Compor e a tecnologia BIM integrada, sua equipe não precisará mais ficar refém das planilhas de Excel, que estão sujeitas a erros de cálculos, duplicidade de informações e perda de arquivos.

Por conta da colaboração proporcionada pelo BIM e devido à atualização das informações em tempo real, as equipes que participam do projeto podem cumprir com as etapas previstas no planejamento da melhor maneira, sem erros de interpretações.

A integração do software com o BIM é benéfica também para a parte relativa aos custos da obra, uma vez que permite a inserção de especificações bastante detalhadas acerca de insumos e fornecedores, melhorando a confiabilidade e a previsibilidade do orçamento.

Próximos passos

Na construção civil, a tecnologia veio para facilitar a rotina, modernizar os processos construtivos e aumentar a eficiência em todas as etapas da obra.

Entre as ferramentas mais eficientes nesse sentido está o Building Information Modeling. Com as dimensões do BIM, os profissionais envolvidos em uma construção conseguem compreender o projeto de forma mais aprofundada, e isso durante todo o ciclo de vida da obra.

Para que os benefícios da ferramenta possam ser potencializados, o ideal é contar com um software que possui integração com a tecnologia BIM, como o 90 Compor Orçamento e Planejamento de Obras.

Feito por profissionais apaixonados por engenharia e que vivenciam a realidade desse setor, a solução atende às necessidades específicas do seu negócio. Acesse o site para conferir os planos disponíveis e conheça a solução ideal para sua empresa.

Sair da versão mobile